quinta-feira, 23 de maio de 2013

Capitulo 5

Troy : liberte-se para mim, Vanessa. -ele ordenou- Agora.
Cheguei ao orgasmo com um grito abafado, agarrava as bordas da mesa da mesa do escritório dele até aos meus dedos ficarem sem cor, remexia os quadris nas mãos dele, varreu-se da minha mente qualquer vestígio de vergonha ou timidez. Os meus olhos estavam pregados aos dele, incapazes de se desviar, hipnotizados pelo triunfo masculino que brilhava nos seus olhos. Naquele momento, ele tinha total poder sobre mim. Eu faria tudo o que ele quisesse. E ele sabia disso.
...
Vanessa acordou a meio da noite, sobressaltada, e como já era habito acontecer todas as noites durante aqueles dois meses. Era frustrante, nunca mais tinha visto ao falado com Troy depois daquele incidente no escritório dele, mas aquelas imagens teimavam em atormentar a sua cabeça e os seus sonhos todas as noites, sem excepção. Precisava de fazer alguma coisa para acabar com aquele disparate, era uma mulher casada, tinha de dar-se ao respeito.
Desceu para a cozinha, precisava de um copo de agua bem gelado para acalmar os ânimos. Austin nao estava em casa, como sempre nestas ultima noites. Isto começava a ficar mais do que humilhante, era insuportável. Austin já nem fazia questão de esconder o que fazia. A raiva começava a crescer dentro de si e como se a proposta de Troy nao fosse já só por si tentadora e ideia de fazer com Austin o mesmo que ele fazia consigo parecia-lhe cada vez mais certa.


Zachary : dois meses porra, já vos pedi essas porcarias de informações é dois meses. -gritou- ate agora nada, estão a brincar com a minha cara?!

Beth : queres parar de gritar? -pediu- tu nao entendes que essa mulher pode ser a nossa ruína?! O que é que tens na cabeça Zachary? Ela é esposa do Austin, nao te metas com ela!
Zachary : eu nao me lembro de te ter pedido opinião Beth, eu dei uma ordem. -disse chateado- o que é que vos estar a dar, estão a desautorizar-me?
Corbin : nos estamos a salvaguardar-te, é bem diferente. -contrapôs- deixa essa mulher em paz, ela nao é assim tão importante.
Zachary : enganas-te, claro que ela é importante! -gritou- o Austin passa a vida a colocar-lhe chifres, e eu tenho a certeza que uma mulher como ela nao ficava casada com um homem que a trai se nao houvesse uma razão.
Beth : amor, já ouviste falar? -perguntou ironicamente- pode fazer as pessoas continuarem uma relação mesmo sendo infelizes nela.
Zachary : ela nao é apaixonada por ele, disso eu tenho a certeza. -disse sem dar importância ao que a irmã dizia- eu quero descobrir o que o Austin tem contra a Vanessa para a fazer ficar presa a ele, e isto nao é um pedido. -avisou serio- se ate ao final da semana nao tiver todas as informações que precisar na minha posse troco de equipa.
Ryan : Zachary ...
Zachary : o aviso esta dado, nao me façam fazer o que eu nao quero. -sem mais dizer Zachary saiu de casa com os nervos á flor da pela, nao gostava de discutir com a sua equipa, mas gostava ainda menos que contestassem uma ordem sua. Estava-lhe no sangue dar ordens, o seu avô era assim, o seu pai também. Ele nao ia ser diferente-


Vanessa : vim falar com o meu marido Tanya, ele esta na sala dele? -as coisas nao podiam continuar assim, Vanessa nao ia permitir continuar a ser humilhada em frente a toda a sociedade e fingir que nao via. Aquilo tinha de acabar, ou Austin deixava de a trair ou ela ia embora e levava os seus pais consigo, dava um jeito de fazer com que Austin nunca mais os encontrasse. Por muito arriscado que fosse, nao aguentava mais sentir vergonha de andar ao lado de Austin quando todos sabiam aquilo que ele fazia com outros mulheres, era ridículo.-

Tanya : o Doutor Butler esta ocupado de momento senhora Hudgens, vai ter de esperar. -informou desgostosa  Tanya era mais uma das muitas mulheres com quem Austin fodia, sim com ele era assim, ele nao fazia sexo ou amor, ele fodia. No sentido nu e cru na palavra.-
Vanessa : ele esta na sala dele? -repetiu a pergunta com nojo, aquela mulher era uma bruxa ... nao entendia como outras mulheres se conseguiam deitar com um homem casado, essa ideia parecia-lhe repugnante. E mais, Austin nao era tudo isso na cama, tinha vezes que Vanessa nem conseguia chegar ao ápice, ele era bruto, nao lhe proporcionava prazer.-
Tanya : nao senhora, esta na sala de reuniões com o resto do corpo docente na empresa. -respondeu seca- mais alguma coisa?
Vanessa : sim, quando o meu marido voltar diga-lhe que estou na sala dele á sua espera. -Vanessa já estava a entrar na sala quando Tanya a chamou- pois nao?
Tanya : nao acho boa ideia esperar o doutor Butler dentro da sala dele, o doutor nao gosta que estejam ai sem a presença dele.
Vanessa : sou a esposa dele Tanya, tenho a maior certeza em como ele nao se vai importar. -sorri cinicamente- mas obrigado pelo aviso, é muito gentil da sua parte. -Vanessa entrou na sala e fechou a porta com força, mulher mais folgada!-


Austin : isso já nao é um problema meu, já disse o que quero. -falou- nao me interessa os problemas que isso vos vai trazer, vamos arruinar o negocia dessa criança.

George : o império Bolton é valiosíssimo a bastante bem protegido, é praticamente impossível deitar Troy Bolton a baixo senhor. -avisou um dos "comparsas" de Austin- o rapaz é cuidadosa e tem mão para os negócios  nunca ira deixar a empresa da família ir a baixo.
Austin : ele é uma criança, dêem-lhe uma guloseima que ele distrai-se! -esbrabejou- eu quero essa criança na lama, fui claro?
Paul : o que nao fazemos para prender a nossa mulher? -provocou- nao é mesmo maninho? -Paul Butler, tão ou mais desprezível que o irmão, nunca aceitou o facto de os negócios da família terem passado para as mãos de Austin, e com isso como os assuntos relacionados com a máfia- quem diria que a minha cunhadinha te ir colocar os chifres. -comentou fazendo ouvir-se risinhos de fundo- bom, nao há nada mais justo quando tu fazes o mesmo.
Austin : essa historia é mentira! -sibilou furioso- nao passam de insinuações sem fundo.
Paul : insinuações sem fundo? -solta uma gargalhada seca- nao é isso que as fotos passam cá para fora meu irmão. Aquilo da ideia de sexo louco ...
Austin : CHEGA! -gritou- se tens amor á vida vais sair daqui imediatamente. -mandou- que fique claro que a minha mulher nao andou a meter-se na cama de ninguém, esse fedelho bem que tentou mas tudo o que levou para casa com uma nega, FUI CLARO? -perguntou encarando todos os rosto com cara de poucos amigos- se ouvir mais algum comentário sobre este assunto vou fazer essa pessoa passar por aquilo que Troy Bolton teria passado se estivesse perto de mim do dia em que essas calunias saíram. Entenderam todos? -perguntou- óptimo. -disse quando ninguém falou nada- reunião encerrada. -Austin nao esperou nem mais um segundo, empurrou a cadeira para traz fazendo-a bater na parede com força e saiu da sala com os nervos á flor da pele, nao admitia que ninguém o fizesse passar por parvo. Troy Bolton ia pagar por tudo, á se ia ...- nao quero que ninguém me interrompa. -Austin passou por Tanya como um furacão,nem deu tempo de dizer quem o esperava dentro da sala- o que é que estas aqui a fazer? -esbrabejou quando viu Vanessa- que roupa é essa? -perguntou olhando-a de cima a baixo-

(Look de Vanessa)


Vanessa : vou ser bem rápida Austin, eu estou cansada. -disse nao respondendo a nenhuma das perguntas de Austin, era ela que ia falar agora- estou farta de ti, cansei-me de ver aquilo que fazes e baixar a cabeça como um cão, acabou entendes? Acabou! -disse um pouco mais alto-

Austin : mas é isso que tu és, a minha cadelinha de estimação. -ofendeu-
Austin : sua ...
Vanessa : tu és um filho da mãe do pior mas eu nao vou deixar que continues e ofender-me e brincar com a minha cara! -gritou- nao passas de um estupor que só se sente bem a rebaixar e estragar a vida das outras pessoas, eu nao sei o que passou pela minha cabeça quando tive a infeliz ideia de aceitar casar-me contigo. Foi o pior erro da minha vida, tu és um monstro!
Austin : eu vou acabar contigo Vanessa, vai ser a tua querida maninha que vai pagar pelo que acabaste de fazer, tu nao vais voltar a ...
Vanessa : CHEGA! -gritou, os berros de Vanessa eram ouvidos fora do escritório, e já se começava a forma uma plateia á porta daquela sala- já chega de me ameaçares com a minha própria família, eu nao vou deixar que lhes faça mal e vou fazer o que for preciso para os proteger.
Austin : tu nao ...
Vanessa : cala-te! -mandou- desta vez tu vais ficar calado e vais ouvir tudo aquilo que eu tenho a dizer sem abriu uma única vez essa boca, foi clara? -perguntou- tu vais pra cama com outras mulheres eu vou pra cama com outros homens, a partir de agora vai ser assim. Sempre que foderes com uma mulher eu vou fazer o mesmo com um homem e nao vou fazer nada para que isso nao seja do conhecimento publico. Estou farta de ser a coitadinha que o marido trai, estou farta! -deixou claro- vou ir para a cama com tantos homens que vai chegar a altura que tu já nem vais saber com quais eu fodi ou nao.
Austin : ENDOIDECESTE? -perguntou agarrando o braço de Vanessa com brutalidade, Austin já nao se importava se as pessoas ouviam ou nao, nao queria saber- que merda é esta?
Vanessa : isto é pagar com a mesmo moeda. -disse empurrando Austin para longe- e vou começar logo com o teu maninho, ele sempre demonstrou interesse em mim e quem sabe ate me consegue dar um noite como já nao tenho á muito. -provocou- eu nao entendo o que as mulheres vêm em ti, nem a foder és bom! Ou elas andam muito desesperadas para sair da seca ou então tu pagas para ter sexo. Nem para me fazer ter um orgasmo serves, és um merda Austin. -Vanessa pegou no seu saco e abriu a porta vendo todas aquelas pessoas ali paradas e a ouvir a cena- o aviso esta dado, tu fazes eu faço. -deixando Austin atómico saiu da sala e bateu a porta com força, sentia-se outra depois daquela "conversa", nem o olhar daquelas pessoas todas a incomodou. Estava a chamar o elevador quando uma mão agarrou no seu braço-
Xx : tenho uma coisa para te dizer que acho que te vai interessar minha querida.
Vanessa : nada daquilo que tenhas para dizer é do meu interesse. -respondeu largando o seu braço da mão de Paul, nao gostava nada daquele homem, as vezes ficava na duvida e nao sabia se quem era mais perigoso era ele ou Austin.-
Paul : nem mesmo sendo sobre Troy Bolton? -perguntou vendo Vanessa olha-lo logo e atentamente-
Vanessa : muito menos se tiver alguma coisa haver com esse senhor. -mentiu- tem a continuação de um bom dia.
Paul : o Austin quer acabar com a vida dele. -disse quando Vanessa entrou no elevador- tens mesmo a certeza que nao te interessa? -Vanessa encarou Paul com cuidado, ele estava a dizer a verdade ou aquele era mais um dos seus planos idiotas? Vanessa ficou na duvida-
Vanessa : nao vamos falar aqui, vem comigo. -Paul entrou no elevador com um sorriso triunfante, era mesmo aquilo que queria-


Taylor : vamos ter de dar-lhe as informações que ele quer, ele não estava a brincar.

Beth : o Zachary esta doida, nao entendo o que ele quer dessa mulher! -disse andando de um lado para o outro na sala- ela ainda nos vai trazer graves problemas, disso eu tenho a certeza.
Scott : talvez ele só queira mesmo descobrir o que a prende ao Austin. -colocou a hipótese- temos de confiar nele, ele nunca nos falhou.
Corbin : ele ameaçou tirar-nos da equipa, acho que isso é mais do que uma razão para estarmos preocupados. -discordou- essa mulher vai ser a nossa ruína, enquanto o Zachary nao a foder nao vai ter descanso.
Ryan : nao me parece que seja só isso. -comentou levantando-se da sua cadeira, estavam todos na empresa e dentro da sala de Ryan. Saíram de casa pouco minutos depois de Zachary.- vocês ouviram o que ele disse, aquilo nao é só vontade de fode-la, ela preocupa-se com . É com isso que nos devemos preocupar.
Beth : o que é que estas a tentar dizer?
Ryan : o Zachary pode estar a começar a gostar dessa mulher, e isso sim é um problema.



Vejo que estão a gostar da historia, e nao podia estar mais feliz por isso :)

Muito obrigado a todos que comentam, é muito importante para mim saber o que cada um de vocês pensa. Afinal eu faço a historia para vocês ;)
Próximo Capitulo traz grandes surpresas, podem acreditar.
5 comentários para o próximo :)
Podem fazer-me um favor? Divulguem o blogue.
Beijos e ate á próxima.

8 comentários:

sarah lopes disse...

ah ta mt bom, será q a vanessa vai avisar o troy, hum, tam mt bom msm bj'ss

eternamente zanessa disse...

Meu Deus do céu Mulher de atitude a vany em kkk
amei amei amei
dessa vez ela se superou kkkkk
o Austin se fodeu kkkkk desculpa o vocabulario mas eu realmente amei esse cp e estou super, hiper, ultra, mega ansiosa para o proximo
posta logo bjsss

Anónimo disse...

maravilhosooo
nessa lindaaa você é de mais kkk
posta rapidinhoooo bjsss até o proximo capitulo

karolaine pereira disse...

pois é a vanessa se superou,
ta mt bom o capitulo posta logo

jackelly h. disse...

ahh ta mt bom , ñ nos mate do coraçao e poste logo , kkkkk

stephanie_95_7 disse...

Grande Vanessa :D
Adorei o capitulo
Bjs

Anónimo disse...

ai que demora jaja eu vou morrer do coração de tão ansiosa que estou
posta logo bjss

Zac fan disse...

vai postar mais?